Os ODS estão lançados e os países-membros têm até 2030 para colocar tudo isso em prática. Como vimos anteriormente, são 17 objetivos subdivididos em 169 metas sobre questões de desenvolvimento sustentável.

Com tanta coisa a ser feita, não falta lugar para você nessa jornada. Primeiro, você deve conhecer os objetivos. Dessa forma, pode cobrar os líderes globais a tomarem atitudes e não deixar que ninguém se esqueça o quão importante é cumprir as metas.

E o que eu posso fazer?

Bom, agora é hora de escolher uma meta e assumir como se fosse sua. Se cada um de nós se comprometer com uma causa próxima a si, as coisas começam a mudar na nossa vida, em casa, na família, entre os amigos. De repente, muitas mudanças aconteceram.

Aliás, se os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável forem cumpridos, podemos ser a primeira geração a acabar com a pobreza extrema, a geração mais determinada da história a acabar com a injustiça e a desigualdade, e a última geração a ser ameaçada pelas mudanças climáticas.

Não é esse o legado que você sonha em deixar para os seus netos? Então, mãos à obra. Espalhe a ideia entre seus amigos e familiares e encontre força neles para começar esse trabalho.

Pare de culpar o outro por tudo que não acontece e se sinta responsável pelo mundo, que é nossa casa. Você é responsável por usar a água de forma descontrolada, exagerar no consumo de energia, humilhar uma mulher, negar uma educação de qualidade para uma criança e, cada vez que isso acontece, você compromete o mundo.

Nunca haverá uma hora errada para ser instrumento de mudança e essas Metas Globais podem ser uma inspiração para que todos percebam que aqui e agora podemos combater o que está ao nosso alcance.

Comece agora a economizar água, regularizar a situação dos funcionários de acordo com as leis trabalhistas, pagar salários justos, empoderar mulheres, incentivar a educação, reciclar o lixo, se tornar voluntário em alguma instituição… As opções são inúmeras. Escolha uma ou mais e inclua na sua lista de ano novo.